Como criar uma dinâmica de grupo apropriada?

As atividades de team-building (construção de equipa/ espírito de equipa) são uma ótima forma para criar uma dinâmica de grupo adequada que irá estimular os participantes a trabalharem melhor juntos e a terem uma experiência mais agradável!

 

 

 

A canção do nome

Os participantes devem fazer um círculo e cada um terá de criar uma rima para o seu nome (por exemplo, "Sebastião / Trará apenas diversão"). Após isso, o próximo terá de adicionar o seu nome à rima para que a canção tenham o bom som. Todos os participantes devem juntar-se à música com seus nomes.

 

 

D.J. P.E.T.

Os participantes irão ser convidados a escrever as seguintes letras em cada um dos dedos de uma mão: "D", "J", "P", "E", "T". O formador irá explicar brevemente o que cada uma das 5 letras significa. A explicação deverá também ficar escrita no flipchart. O propósito de escrever as letras é que, quando outra pessoa escolher um dedo da outra, dependendo da letra que estiver escrita nele, o participante deverá partilhar algo de si próprio/a:

D - Dream (Sonho, qual é o maior sonho da tua vida?)

J - Joy (Alegria, quando se sente triste, o que ele/a faz para ficar mais alegre?)

P - Passion (Paixão, o que ele/a faz com o máximo de satisfação quando tem o tempo livre apropriado?)

E - Energy (Energia, sempre que se sente sem energia, o que é que ele/a faz a fim de restaurar a sua energia?)

T - Travel (Viajar, de onde é que o participante chegou, de que País, cidade, e como?)

Os participantes serão convidados moverem-se aleatoriamente por toda a sala, a encontrarem-se com outra pessoa e a escolherem entre um dedo da mão um do outro, partilhando assim uma das suas 5 letras. O jogo acaba quando um número significativo de pessoas tiver interagido entre si.

 

 

Entrevista pessoal

Agrupados em pares (de preferência com pessoas que não se conheciam previamente), os participantes terão de entrevistar o seu parceiro. Algumas das perguntas (que estarão no flipchart) podem ser: Qual é o teu hobby? Como te chamas e de onde vens? Qual é a tua experiência com educação não-formal? etc. Depois, eles devem partilhar a sua entrevista com o resto do grupo, de modo a que o todas as pessoas fiquem a conhecer-se. Cada pessoa deverá apresentar o seu parceiro.

 

 

Dominó

Um participante irá começar por partilhar duas coisas de que gosta, cada uma representada por um lado (por exemplo, direito - "Gosto de viajar" e à esquerda - "Gosto de futebol"). Quando outro participante encontra outra pessoa com um interesse em comum, eles devem juntar as mãos correspondentes (por exemplo, "Eu também gosto de viajar"). Os interesses não precisam de ser exatamente os mesmos, basta que a outra pessoa o aprecie. O exercício deve continuar até que todos os participantes estão unidos num dominó.

Usando esta experiência, o formador irá mostrar que, apesar das diferentes personalidades e origens culturais, cada um pode consegue encontrar uma conexão com os outros e que eles não devem ter medo de as explorar nos próximos dias da formação.

 

 

Seguir em frente

Os participantes devem formar um linha, uns ao lado dos outros. Eles irão ter de manter os pés em contato com quem tiver à sua esquerda e direita. Mantendo este contato, eles devem andar para a frente até alcançarem outra linha, indicada pelo formador.

 

 

Sentados no colo

Os participantes devem formar uma linha, de costas uns com os outros, até fazer um círculo fechado. De seguida serão convidados a colocar as mãos na cintura da pessoa que estiver à frente e suavemente, ao mesmo tempo, sentar-se sobre os joelhos da pessoa que estiver atrás. Se tudo for feito corretamente, eles irão formar um círculo de "cadeiras", onde todos ficam numa posição de equilíbrio sem qualquer apoio externo. Isto requer que exista muita confiança no grupo.

 

 

Jardim das expectativas

Um jardim imaginário será apresentado num flipchart, em conjunto de um monte de pedras noutra folha, e um balde de água numa terceira folha. Irão ser dados aos participantes três post-its de cores diferentes, cada um deles representando: as sementes para o jardim (expectativas em relação ao curso de formação), as pedras que permitem com que as sementes cresçam (medos relativamente aos próximos dias) e por último as gotas de água que permitem com que as sementes cresçam (contribuições pessoais para a realização dos objetivos). No final devem-se ler os post-its e treinador deverá abordar cada um dos itens que surgirem.

 

 

As regras do País

A cada participante irá ser atribuído o papel de um membro de uma comunidade imaginária. Eles podem ser criminosos, padres, cidadãos ou presidentes. Durante 20 minutos, eles devem sugerir regras que assegurem com que o tempo dispendido até ao final da formação, no seu país imaginário, irá fluir da melhor maneira possível e que todas as pessoas irão ser tão felizes quanto possível.

O criminoso deve sugerir regras preguiçosas, descontraídas e divertidas (por exemplo, "Podemos fazer uma festa sem hora limite"). O padre deve sugerir que esta regra é selvagem e irá querer mudá-la (por exemplo, "Precisamos de conseguir concentrarmo-nos de manhã, temos de impor que às 22.00 horas esteja tudo a dormir"). Os cidadãos devem criar uma regra equilibrada (por exemplo, "Sem música depois das 23:00, caso fiquem acordados até mais tarde, devem manter-se longe dos quartos")

O presidente coordena todo o processo e pede-lhes para votarem a favor ou contra esta regra. Se essa regra for aceite, o presidente deve escrevê-la.

Posteriormente, o formador irá apresentar-se como presidente e irá sugerir que é também necessário alinhar as ideias do País de forma a unir as cidades. Ele deve pedir a cada cidade para enunciar as suas regras, e o País (todos juntos) deve votar a favor ou contra essas propostas, devendo o formador escrever todas as que forem aprovadas. Todos os participantes devem consequentemente seguir as regras estabelecidades durante toda a formação.

Language

Choose your preferred language